Qual a sua motivação, designer?

A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar” – Eduardo Galeano (Bio Wikipedia)

A humanidade vive uma época de transição, e o design caminha em direção ao seu período de maioridade, é natural que as metodologias que devem ser usadas hoje sejam diferentes das metodologias utilizadas nas últimas décadas. Sempre houve mediadores para a comunicação, mas o contemporâneo os aboliu, a informação hoje é on-line, é em tempo real.

O tempo da contemporaniedade é imediato.

Na aula que discutimos o capítulo final do livro “O Mundo Codificado”, conversamos principalmente sobre o papel do designer na sociedade e como ele é reflexo do modo de vida que levamos.

No Z-Day de 2010, que aconteceu no dia 13 de março, o palestrante Peter Joseph, disse:

No nosso sistema econômico atual, tiramos da natureza o máximo de recursos que conseguirmos, juntamos tudo em um produto qualquer e tentamos manipular uns aos outros para que todos comprem esse produto, buscando apenas o lucro pessoal. A base da ideologia de mercado livre é usar e trocar o maior número possível de recursos, o mais rápido possível, para gerarmos o máximo de lucro possível, o mais rápido possível. Para que em seguida se transforme na aquisição de mais recursos, de novo, e de novo, e assim por diante. É difícil pensar numa maneira mais destrutiva de se organizar uma sociedade.

No Megafoniquinhas do começo do ano foi perguntado para os bixos de 2010, algo assim: Como? Quando? e Porque?

As perguntas se referiam à escolha do curso de Design, quais os motivos que os fizeram passar por um processo seletivo para ingressar na faculdade. E é isso que nos perguntamos aqui também: Qual o seu motivo designer? O que realmente o motivou quando escolheu o curso de design, e o que continua motivando no estudo do design?

Você se vê como uma pessoa que se empenha em alcançar o melhor de si, se vê no futuro como um ídolo produtor de ícones?

Você já se questionou como designer?

Comente

1 Response to “Qual a sua motivação, designer?”


  1. 1 Mason 09/10/2014 às 10:11 pm

    Hmm it looks like your site ate my first comment (it was extremely
    long) so I guess I’ll just sum it up what I wrote and say, I’m thoroughly enjoying
    your blog. I as well am an aspiring blog blogger
    but I’m still new to everything. Do you have any suggestions for first-time blog writers?
    I’d certainly appreciate it.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Início

Linguagens Contemporâneas:

Design e Mobilidade

A disciplina de Linguagens Contemporâneas, do curso de Design da UNESP de Bauru, ministrado pelo Professor Dorival Campos Rossi, é o ponto de partida para uma investigação sobre a cibercultura, a Net Art e todas as outras formas de expressão hipertextual, seja ela real ou virtual.
Acompanhe nossas atualizações!

Junte-se a 15 outros seguidores

Páginas

LC no Flickr

DSC_0086

DSC_0085

DSC_0082

DSC_0077

DSC_0073

Mais fotos

RSS Twitter @bauruhaus

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Blog Stats

  • 38,343 hits

%d blogueiros gostam disto: