Mapa do Virtual

Nos dias de hoje os termos real, digital e virtual são comumente confundidos entre si.

Entendermos o real como aquilo que subsiste e persiste no nosso meio. Já o digital é aquilo que não existe materialmente, mas é codificado para ser compreendido na linguagem do computador (ou seja, convertido em logaritmos) e através dessa linguagem nos é representado.

O que é, então, o virtual?

A palavra virtual vem do termo virtuos, que significa força, potência. O virtual é aquilo que existe em outra realidade, enquanto força. É algo que pode vir a ser a qualquer momento, desde que se tenha os meios para tal.
Ou seja, o virtual é uma força, uma potencialidade, assim como podem ser chamados de forças a religião, o conhecimento, a memória. Tomaremos este último exemplo para tornar a explicação mais fácil: assim como as coisas não estão na sua memória nessa exato momento, a partir de um estímulo elas podem deixar de existir apenas potencialmente para existirem em sua mente de fato. Se eu mencionar o termo “elefante”, ele sairá daquele lugar aparentemente inacessável do inconsciente e virá à consciência. E é examente assim que funciona o virtual.

A partir disso, percebemos que virtual e real não são necessariamente coisas opostas. O que antagoniza, sim, com o virtual, são as coisas atuais, ou seja, aquelas que só podem acontecer aqui e agora.

O principal problema que vem sendo discutido nos dias de hoje é sobre este conteúdo virtual do qual não temos meios para acessar. É por isso que tem se falado tanto sobre a cultura de acesso. Se não tivermos ferramentas para acessar esses conteúdos, eles serão sempre uma potência, algo que apenas pode vir a ser, mas de fato não é. O digital é uma ferramenta que possibilita esse acesso (mas vale lembrar que o virtual não depende apenas dessa ferramenta, ele pode vir a ser de várias outras formas). Daí a importância das discussões a cerca da tecnocultura ou cultura digital, a fim de democratizar o acesso a esses conteúdos.

***

Segue abaixo o link de um mapa* elaborado pelo Prof. Dorival Rossi (UNESP). 
*Necessita do Mindjet MindManager para ser aberto. Segue também o link para download da versão trial do programa.

Mapa do Virtual:
http://www.megaupload.com/?d=WEHSRU17 (147kb)
MindJet MindManager:
http://www.baixaki.com.br/download/mindjet-mindmanager.htm (69mb)

UPDATE:
O Prof. Dorival disponibilizou também o arquivo convertido em formato de imagem .jpeg, pra facilitar a visualização de todos sem o uso do MindJet MindManager. Está abaixo (clique na imagem para ampliar)!

0 Responses to “Mapa do Virtual”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Início

Linguagens Contemporâneas:

Design e Mobilidade

A disciplina de Linguagens Contemporâneas, do curso de Design da UNESP de Bauru, ministrado pelo Professor Dorival Campos Rossi, é o ponto de partida para uma investigação sobre a cibercultura, a Net Art e todas as outras formas de expressão hipertextual, seja ela real ou virtual.
Acompanhe nossas atualizações!

Junte-se a 15 outros seguidores

Páginas

LC no Flickr

DSC_0086

DSC_0085

DSC_0082

DSC_0077

DSC_0073

Mais fotos

RSS Twitter @bauruhaus

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Blog Stats

  • 38,343 hits

%d blogueiros gostam disto: